Sábado, 15 de Dezembro 2018

Destacado

first
  
last
 
 
start
stop
 

Tower Torneos

Banner

Novedade

Banner
Inicio

Facebook

Tower TV


Entrevistas

Newsletter

e-mail:

Artigos Anteriores

Notícias

 
Quando um amigo se va Imprimir
Escrito por Daniel Tevez   
Dom, 12 de Setembro de 2010 13:31

Ontem ao chegar em casa após uma feijoada regada a samba e pagode tinha a noticia na portaria do meu predio....

 

 

 

O portero me entrega uma caixa que selou o fim de uma parceria de anos....

 

Tinha lá dentro um Sony Vaio de última geração com 6GB de memoria HD de 600 e uma pancada de coisas que sinceiramente não saberei usar ou aproveitar.

 

Me lembro como se fosse hoje que em inicios de 2006 eu fui la em Ciudad del Este buscar aquele meu HP que foi meu parceiro por anos e acompanhou momentos de alegrias, tristezas e permitiu me tornar conhecido neste maldito inferno que as vezes resulta o mundo do Poker quando voce faz inprenssa SERIA.

 

Foi a partir dele que escrevi alguns textos brilhantes e Meio Milhão de porcarias que nunca sairam dele.

 

Foi meu parceiro em viajes a quase duas dezenas de paises a trabalho, ele se tornou celebre pela quantidade de adhesivos coladas na sua tampa, que faziam alguns pivetes me roubarem eles enquanto eu o deixava na minha mesa e muitos invejavam pela variedade de coisas que tinha nele colado.

 

Lá se vai meu note que tinha na sua tampa um autografo do Phil Helmunt, com a dedicatoria dizendo que era o mais ridiculo de todos os que ele tinha assinado e que eu deveria ser doente mental, típico do cara.

 

Numa das nossas primeiras viajens, foi la na Costa Rica uma gostosa de uma loira pediu para ver seu email e eu a fotografei, nasceu lá o Capile do Tevez.

 

Fiz nele a melhor cobertura de um torneio que foi um BSOP com meu irmão Guazzelli onde fizemos hand x hand a mesa final em dois, dando uma aula de como se trabalha em equipe e com vontade.

 

Foi meu parceiro lá em Las Vegas em 2009 junto a uma insignificante Nikon de 4 pixeis que deu ao Brasil a melhor cobertura de uma serie mundial de poker.

 

Já naquela época eu pensava em me separar dele, porem, era meu irmãu, seu teclado recebeu altissimas doses de talento as vezes, burricie idiota e ele foi comigo na neve, no mar e na praia sempre a trabalho, nunca me deixou na mão.

 

Lembro quando deu o rolo do LAPT no Mexico que era pra deixar tudo lá e sair do salão, eu expliquei ao cara que se ele ficava eu ficaria junto com ele, porque era meu parceiro e o cara mandou eu pegar esa cosa vieja y salir corriendo sob pena de ir ele e eu em cana por desacato.

 

Quantas mulheres eu consegui escrevendo coisas engraçadas por email ou no MSN, e ele com orgulho dizia que no quesito conquistar mulheres virtualmente eu era um craque.

 

Chegamos este ano com meu amigo Marcelo Lopes, Garrido e Sato na Fyrs em Las Vegas e eu diz, vou pegar um Vaio porreta!

 

Ouvi um pedido do meu HP desde o bagageiro dizendo, Po Tevito, não me larga.

 

Comprei de tudo, menos um notebook

 

Porem ele mesmo nunca me deixando na mão, seja fazendo uma cobertura de um torneio desde a barra de um bar em Montevideo.

 

 

 

 

Quando nem estrutura tinha ele e eu davamos um banho e tinhamos mais audiencia.Isso dava uma invejaaaaaaaaaaaa

 

 

 

Porem teve momentos de felicidade como em este Bariloche Tower Fest de 2008 até mate a gente do staff me servio para eu fazer o meu trabalho

 

 

 

 

Bom, o que vale é que ele e eu arrebentamos e nos tornamos admirados e invejados, porem mesmo contra muita coisa ruim fomo terivelmente bem sucedidos.

 

 

Devo muito ao HP, e a ele serei grato, hoje enquanto dava uma limpada no teclado dele, que tem metade das letras apagadas de tanto uso, eu prometi que o nosso vinculo nunca acabaria, ele era meu melhor parceiro em todos estes anos de trabalho e milhas de voo.

 

O Vaio novo será apénas uma maquina.

 

E como tal será tratado, e caso ele me deixe na mão em algum momento juro que o arrebento contra a parede e volto a pegar meu velho HP.

 

Nossa já peguei tanta mulher, já tive tanto carro e não consigo entender como me despedir de um notebook seja mais tão dificil, que o sentimento seja muito mais forte do que terminar um relacionamento ou trocar de carro.

 

Sai o HP e entra o Vaio, tenho junto a minhas cameras fotograficas e minhas filmadoras o último que a tecnologia moderna dispoe para realizar o meu trabalho.

 

Obrigado amigo!!!!

 

Posdata: TOMARA QUE ESSE VAIO SEJA UMA MERDA E EU O JOGUE FORA PARA EU VOLTAR A USAR MEU QUERIDO HP!!!

Última atualização em Dom, 12 de Setembro de 2010 14:36
 
 

Ultimo Torneo - Fotos

Tower Cruise 8 - Fotos

Call Center

Banner

Afiliados

Tower G. PintoRondoniaTower CapitalParaibaTower BrasiliaTower Mato GrossoTower Santa CatarinaTower BahiaTower BrasiliaAcreTower TandilLiga GauchaTower BrasiliaTower CuritibaTower Sergipe
 
spinner